Uma infecção bacteriana chamada impetigo, mais conhecida como impinge, está tomando conta do presídio da Papuda há pelo menos 4 meses.

Sistema prisional do Distrito Federal foI infectado por uma bactéria e por um parasita

692 internos do sistema prisional do Distrito Federal foram infectados por uma bactéria e por um parasita que causam escabiose e impetigo.Detentos apresentam sintomas como coceira intensa, feridas e bolhas purulentas na pele.

De acordo com o ‘Metrópoles’, a situação é mais grave em unidades em que um maior número de presos divide a mesma cela, como as penitenciárias do Distrito Federal 1 e 2.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP-DF) informou que a infecção já foi controlada por meio de medicação assim que as doenças foram identificadas, por volta de 20 de junho.

A Gerência de Saúde Prisional admitiu ser possível que alguns familiares tenham sido contaminados, já que as doenças são contagiosas.

Parentes estão revoltados com a situação e fizeram uma denúncia ao Núcleo de Controle e Fiscalização do Sistema Prisional (Nupri), do Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT).

Loading...

Segundo a reportagem, a denúncia foi confirmada após uma inspeção realizada pelo órgão no dia 27 de junho. O Ministério Público afirmou que vai realizar vistorias “para verificar a situação e tomar providências até que o problema seja resolvido”.

 

Loading...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Digite seu nome aqui