Gugu forçou, Rodrigo Faro quis impressionar, mas faltou verdade, “prepotente e teatral”

Faltou sinceridade de Rodrigo Faro em algumas colocações, durante entrevista na Record, apresentador foi as lágrimas.

Quem é afinal Rodrigo Faro? Não me refiro ao apresentador que aos domingos “realiza” sonhos de pessoas simples e que deixa as donas de casa encantadas pelos seus gestos tão solidários de “bom” menino.

Tudo poderia ser verdade não fosse à entrevista com Faro, que foi ao ar nesta quarta-feira no programa do Gugu Liberato, na Record, que exibiu nas entrelinhas, colocações ardilosas do apresentador.

Ele foi prepotente em alguns trechos e forjou emoções que não convenceu. Ficou tudo muito claro -, deixando evidente que Rodrigo Faro manipula situações.

Louvável todos os esforços de Faro, que o colocou entre os mais importantes apresentadores da linha de shows – isso é inquestionável -, entretanto, a grandeza quando estereotipada, deixa-nos arrogante, sem que possamos perceber. E Faro deixou escapar esse seu lado sombrio, que poucos talvez conseguissem identificar.

O olhar às vezes, não condizia com as suas palavras, ao estilo de: “Olha, gente, veja como sou bonzinho e sofrido”, no mesmo instante em que era perceptível nas expressões do apresentador que: “sou o melhor, viu? Consigo estar à frente de todos eles”, ao declarar que não comemora quando seu programa no IBOPE fica à frente dos apresentadores Eliana (SBT) e Faustão (Globo) – que têm programas no mesmo horário que o seu.

Entrevista com Gugu foi ao ar nesta quarta-feira, na Record.

Loading...

“Não conseguiria comemorar quando o meu programa fica à frente porque a Eliana me recebeu tão bem no SBT, e incentivou na minha carreira; o Faustão só me faltou carregar no colo quando eu era criança”, justificou Faro.

As palavras verdadeiras nascem do coração, e há uma sintonia entre a palavra, o olhar e os gestos. Uma unificação que traduz gratidão, e nem por um momento, ao se referir aos colegas de trabalho Rodrigo Faro falou com verdade, com gratidão.

E nem é preciso ser psicólogo ou ter o dom de adivinhações para identificar o que é superficial.

Walther Alvarenga

Loading...

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva seu comentário!
Digite seu nome aqui